Imprensa internacional repercute decisão de Fachin e Lula elegível em 2022

A decisão do ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), de anular todas as condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no âmbito da Operação Lava Jato também repercutiu na imprensa internacional. O destaque ficou com a retomada dos direitos políticos do petista, que agora pode disputar as próximas eleições se assim o quiser.

“Lula tem condenações anuladas e está livre para desafiar [Jair] Bolsonaro [em 2022]”, publicou o britânico The Guardian. No texto, o jornal ainda cita uma declaração de um analista político brasileiro, dizendo que “a eleição começa hoje” e “é virtualmente impossível que Lula não seja candidato”.

Ler mais