STJ afasta Wilson Witzel do governo do Rio e manda prender pastor Everaldo e Lucas Tristão

O Superior Tribunal de Justiça decidiu afastar o governador do Rio Wilson Witzel do cargo, em razão de supostos desvios da Saúde do Estado. A corte determinou ainda a prisão do pastor Everaldo, presidente do PSC e do ex-secretário de Desenvolvimento Econômico Lucas Tristão, todos citados na investigação da Operação Placebo.

Witzel foi notificado sobre seu afastamento no Palácio dos Laranjeiras. A primeira-dama Helena Witzel é alvo de buscas, assim como o André Ceciliano, presidente na Assembleia Legislativa do Rio. Agentes estiveram na sede administrativa na Casa na rua da Alfandega, a poucos metros do Palácio Tiradentes.

A Operação Placebo foi incialmente aberta em maio, quando a Polícia Federal cumpriu 12 mandados de busca e apreensão, parte deles em endereços do governo fluminense esquema de corrupção envolvendo a instalação de hospitais de campanha para combate ao novo coronavírus no Estado.

(mais informações em instantes)

Joia do Cristão Com Informações do Estadao

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *