Queimadas, tempo seco, má qualidade do ar, ‘chuva preta’, temperaturas altas: os fenômenos que atingem o Brasil

Ao menos um dos fenômenos tem sido registrado em várias partes do país. Mas qual a relação entre eles? Quais regiões são mais atingidas?

Queimadas, tempo seco, má qualidade do ar, “chuva preta” e temperaturas altas: várias regiões do Brasil têm sofrido com ao menos um desses problemas nos últimos dias. Mas como eles estão relacionados?

Há dois fatores principais que unem os fenômenos vistos no Brasil: as características atípicas da atual estação – bem mais seca e quente do que a média – e a ação do homem, responsável pelas queimadas que fazem a fumaça viajar sobre o país. Veja abaixo:

Queimadas

  • As queimadas vêm atingindo, principalmente, dois dos biomas brasileiros: a Amazônia e o Pantanal. Nos dois casos, a origem do fogo são as ações humanas.
  • Só no Pantanal, onde equipes combatem as chamas há mais de um mês, especialistas calculam que ao menos 12% do ecossistema já foi destruído (veja vídeo).

Queimadas, tempo seco, má qualidade do ar, chuva preta, temperaturas altas os fenômenos que atingem o Brasil Natureza from Joia do Cristão on Vimeo.

Além da destruição do bioma, os incêndios já feriram ou causaram a morte de vários animais, como os listados abaixo:

  • Vídeo mostra voluntários socorrendo cotia vítima de incêndio florestal em MT:

Vídeo mostra voluntários socorrendo cotia vítima de incêndio florestal no MT from Joia do Cristão on Vimeo.

  • Anta morre com queimaduras graves após floresta ser destruída pelo fogo em Mato Grosso
Anta resgatada no Pantanal morreu com queimaduras graves — Foto: Polícia Militar

Anta resgatada no Pantanal morreu com queimaduras graves — Foto: Polícia Militar

  • Onça-pintada é resgatada do Pantanal de Mato Grosso com queimaduras e transferida de helicóptero a hospital veterinário
Onça-pintada teve as quatro patas queimadas — Foto: Corpo de Bombeiros

Onça-pintada teve as quatro patas queimadas — Foto: Corpo de Bombeiros

  • Jaguatirica morre após ter as 4 patas queimadas em incêndio às margens de rio no Pantanal de MT
Jaguatirica morre após ter as patas queimadas em incêndio às margens de rio no Pantanal de Mato Grosso — Foto: Sema/MT

Jaguatirica morre após ter as patas queimadas em incêndio às margens de rio no Pantanal de Mato Grosso — Foto: Sema/MT

  • Mais de 100 animais silvestres foram resgatados no período das queimadas em MT
Guia de turismo passa por búfalo morto em meio a área queimada enquanto procura sinais de um jaguar machucado no Pantanal de Mato Grosso, no dia 13 de setembro. — Foto: Mauro Pimentel/AFP

Guia de turismo passa por búfalo morto em meio a área queimada enquanto procura sinais de um jaguar machucado no Pantanal de Mato Grosso, no dia 13 de setembro. — Foto: Mauro Pimentel/AFP

  • Voluntários lutam para salvar animais feridos no Pantanal
Voluntários resgataram na sexta-feira (11) uma onça-pintada com as patas queimadas — Foto: Natália Smiotto

Voluntários resgataram na sexta-feira (11) uma onça-pintada com as patas queimadas — Foto: Natália Smiotto

  • No combate às chamas, ao menos um brigadista morreu: Welington Fernando, de 41 anos. Ele trabalhava como servidor do Instituto Chico Mendes de Preservação da Biodiversidade (ICMBio) e teve 80% do corpo queimado enquanto tentava salvar animais de um incêndio em Chapadão do Céu, sudoeste de Goiás.

Joia do Cristão Com Informações do G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *