Olhando para Jesus

As pessoas decepcionam. Jesus, no entanto, nunca me decepciona. Ele nunca me abandona.

Miserável homem que eu sou! Quem me libertará do corpo sujeito a esta morte? Graças a Deus por Jesus Cristo, nosso Senhor!” (Romanos 7.24-25)

Muitos homens realizaram grandes feitos. Também entre os cristãos. O apóstolo Paulo viajou pela metade do mundo conhecido da Antiguidade e fundou inúmeras igrejas. Agostinho, por meio de seus escritos, durante séculos formatou o seu caráter das igrejas. Martinho Lutero sacudiu uma igreja errante, despertando-a de seu sono, e iniciou a Reforma. Missionários cristãos abrem mão de sua vida tranquila para ajudar pessoas em outras partes do mundo e para lhes proclamar as boas novas de Jesus Cristo com palavras e ações.

A verdadeira grandeza desses que foram mencionados e de muitos outros consiste, acima de tudo, no fato de que eles reconheciam e assumiam sua fraqueza pessoal. O apóstolo Paulo escreveu: “Miserável homem que eu sou! Quem me libertará do corpo sujeito a esta morte?” (Romanos 7.24). Agostinho confessou: “Meu coração fica inquieto até que ele encontra a paz, ó Deus, em ti!”. Estando em seu leito de morte, Martinho Lutero escreveu: “Somos mendigos, isso é verdade”. Do mesmo modo, verdadeiros missionários também estavam sempre conscientes de sua fraqueza e dependência de Jesus Cristo.

Hoje, muitos igualmente olham para outras pessoas famosas – também nas igrejas cristãs. Isso é resultado de feitos extraordinários realizados. A Escritura Sagrada, no entanto, nos exorta contra qualquer honraria errada ou endeusamento de pessoas – tanto de outros como do próprio eu: “Como está escrito: ‘Não há nenhum justo, nem um sequer’… Pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus” (Romanos 3.10,23).

O apóstolo Paulo conhecia as horas de dificuldades e lutas internas (2Coríntios 1.8-11). Agostinho da mesma forma. Martinho Lutero, porém, às vezes exagerava em seus ataques errando o alvo. Também há assuntos questionáveis tanto nos ensinamentos como na vida de conhecidos servos e servas de Deus – antigos ou atuais.

As pessoas decepcionam. Jesus, no entanto, nunca me decepciona. Ele nunca me abandona.

O que podemos fazer diante dessa situação? Em Mateus 17.8, lemos: “E erguendo eles os olhos, não viram mais ninguém a não ser Jesus”. Olhar para Jesus, e não primeiramente para pessoas – isso não seria uma ajuda? As pessoas decepcionam. Jesus, no entanto, nunca me decepciona. Ele nunca me abandona. O único ponto em que ele me “decepciona” é me conscientizando quanto ao meu estado de perdição e da perdição de outras pessoas que vivem sem Deus e em desobediência diante de Deus.

Por isso, graças à ajuda de Deus, não me desvio do alvo da minha fé, ao tentar descobrir pecados e erros na vida de outros cristãos ou em mim mesmo. Desejo permanecer fiel a Jesus, mesmo passando em caminhos difíceis e quando vejo que outros se tornam infiéis. Não quero me desviar da fé quando outros se desviam; não quero olhar para grandes nomes e títulos, mas olhar para o nome que está acima de todos os nomes, o nome do único Filho de Deus puro e sem pecado: JESUS CRISTO. Assim, vale o que a Escritura Sagrada diz: “Não há salvação em nenhum outro, pois, debaixo do céu não há nenhum outro nome dado aos homens pelo qual devamos ser salvos” (Atos 4.12).

Pessoas nos decepcionam, e sozinho você fica.
Olhe para Jesus, convide-o a entrar!
Ele nunca decepciona. Em seu Senhor confia!
Ele está perto e gosta de ajudar.

Você confiou, totalmente, num ser humano
sem seu verdadeiro caráter observar?
Ele lhe deixou sem consolo, bem sozinho?
Confie em Jesus: ele não vai lhe abandonar.

Ao fazer uma autoexaminação, não acontece
de erros e fraquezas em sua vida encontrar?
“O que foi que eu fiz?”, você então reconhece.
Venha a Jesus, ele vai lhe aceitar!

Quando tudo desmorona, Jesus é seu sustento.
Quem nele permanece, nunca é abandonado.
Ele pode ajudá-lo a outras pessoas encontrar,
para seu sofrimento e sua dor suportar.

Por:Chamada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *