Após matar garota em SP, jovem revela à polícia plano de executar cristãos em igrejas

O jovem que matou uma gamer de 19 anos em São Paulo diz fazer parte de grupo de ‘soldados’ contra o cristianismo.

Um livro contendo planos para executar cristãos foi deixado por Guilherme Alves Costa, de 18 anos, antes de matar a facadas, na segunda-feira (22), Ingrid Oliveira Bueno da Silva, de 19 anos, em Pirituba, zona norte de São Paulo.

Ler mais

Secretária de Damares viaja à Europa a convite de grupo antiaborto polonês

Secretária da ministra Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos), Angela Vidal Gandra da Silva Martins foi a Varsóvia (Polônia), em meio à pandemia do coronavírus, para palestrar em um evento do grupo de extrema-direita Ordo Iuris, que tem como bandeira principal o antiabortismo. A agenda ocorreu entre os dias 11 e 14 de novembro.

A informação foi publicada hoje pela revista “Época” e confirmada posteriormente pelo UOL. De acordo com a reportagem, as despesas foram pagas pela entidade europeia.

Ler mais

‘Estarrece’, diz ministra do STM sobre decisão no caso Mari Ferrer

Única mulher no Superior Tribunal Militar, Maria Elizabeth Rocha afirmou que influenciadora digital foi vítima de assédio moral e teve direitos violados

Única mulher a integrar o STM (Superior Tribunal Militar), a ministra Maria Elizabeth Rocha afirmou ao Estadão que a influenciadora digital Mariana Ferrer foi vítima de assédio moral e teve seus direitos violados em julgamento do caso em que acusa o empresário André Aranha de estuprá-la. “O processo de Mariana Ferrer estarrece!”, disse a magistrada.

Maria Elizabeth é a primeira mulher de tribunais superiores a comentar o episódio e avaliou como equivocada a atuação do juiz e do promotor. A reportagem procurou também as duas ministras do STF (Supremo Tribunal Federal) e as seis do STJ (Superior Tribunal de Justiça), mas elas não comentaram até a noite desta sexta (6). Rosa Weber e Cármen Lúcia, do STF, nem sequer responderam ao contato da reportagem.

Ler mais

Eleição tem recorde de mulheres candidatas e, pela 1ª vez, mais negros que brancos

Até o final da manhã deste domingo, TSE totalizava 523 mil pedidos de registro, 45 mil a mais do que 2016

Os 523 mil pedidos de registro de candidatura computados até o momento para as eleições municipais de novembro já representam um recorde no número total de candidatos, de postulantes do sexo feminino e, pela primeira vez na história, uma maioria autodeclarada negra (preta ou parda) em relação aos que se identificam como brancos.

O crescimentos de negros e mulheres na disputa às prefeituras e Câmaras Municipais tem como pano de fundo o estabelecimento das cotas de gênero a partir dos anos 90 e as mais recentes cotas de distribuição da verba de campanha e da propaganda eleitoral, decisões essas tomadas pelos tribunais superiores em 2018, no caso das mulheres, e em 2020, no caso dos negros.

Ler mais

Podcast discute influência de Damares Alves no governo Bolsonaro; ouça

Reportagem da Folha revelou que ministra agiu para evitar que menina de 10 anos abortasse

A ministra da Família, da Mulher e dos Direitos Humanos, Damares Alves, é uma das figuras mais populares do governo Bolsonaro. Advogada, pastora evangélica e ativista contra o aborto, ela atua na linha de frente da defesa da pauta de costumes do presidente.

Neste domingo (19), reportagem da Folha revelou que Damares agiu para evitar que a menina de 10 anos que engravidou após ser estuprada por um tio no Espírito Santo abortasse. A jornalista Carolina Vila-Nova, que assina o texto, falou sobre os pontos principais da reportagem no podcast.

Ler mais

Freira, pastora e doutora: quem são as cristãs a favor do aborto no Brasil

O caso da menina de dez anos que engravidou após ser estuprada e teve de enfrentar uma jornada, do Espírito Santo ao Recife, para conseguir interromper a gestação levou dois grupos a protestar na frente do hospital onde o procedimento legal aconteceu.

De um lado, estavam os ditos religiosos, que se manifestavam contra o aborto. Do outro, um grupo mais “secular” defendia que a menina tivesse a gravidez interrompida como lhe era de direito.

A polarização da cena, no entanto, esconde um lado mais cheio de nuances do debate: o das mulheres que, mesmo ligadas a grupos religiosos e desempenhando funções de destaque em suas igrejas, apoiam o direito ao aborto.

Ler mais

‘Enganou todo o Brasil’, diz Damares Alves sobre Flordelis.

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, afirmou hoje que a deputada federal Flordelis (PSD-RJ), suspeita de envolvimento no assassinato do marido, Anderson do Carmo, enganou o Brasil inteiro e não apenas os evangélicos.

“Eu conheci a Flordelis em 2013. Eu, assim como milhões de brasileiros, fomos ao cinema ver o filme dela. A história que ela contava para o Brasil —e contou para nós— era linda de adoção. Me apaixonei por aquela história. Quando foi eleita deputada, me procurou como ministra. A minha ligação com ela era a pauta da adoção”, afirmou Damares, ao lado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), em transmissão realizada nas redes sociais.”Estou triste, temos que aguardar o resultado final, mas me parece que o relatório da polícia é robusto. [Estou] indignada de ter usado a fé, usado os irmãos, igreja. Ela enganou todo o Brasil, não só o segmento evangélico, enganou a nação inteira. Estou muito triste com isso. Só queria que a pauta da adoção não fosse afetada por essa história absurda”, completou.A deputada Flordelis foi denunciada pelo MP-RJ e pela Polícia Civil na segunda-feira (24) como a mandante do assassinato do marido. Por ter imunidade parlamentar, ela não foi presa preventivamente. Outras dez pessoas foram denunciadas e presas no mesmo dia. A polícia apura se outros filhos de Flordelis, além dos já denunciados, estavam no crime. A deputada tem 55 filhos, entre adotados e biológicos.

Ler mais

‘The Vow’: documentário conta história de seita sexual que chegou a Hollywood

Série com nove episódios foi lançada pela HBO e mostra a atriz Allison Mack, de ‘Smallville’, que foi condenada por extorsão sexual

A HBO lançou neste domingo, 23, o primeiro episódio do documentário The Vow, que mostra o surgimento e características do grupo de autoajuda NXIVM e uma seita sexual que foi descoberta dentro dele. O lado mais obscuro da organização foi revelado em 2017, e terminou na condenação da atriz Allison Mack, de Smallville.

Ler mais