Porta dos Fundos desafia a intolerância em ‘Teocracia em Vertigem’

Um ano após ser vítima de violência, o grupo faz nova provocação: a paródia bíblica é uma afiada crítica à polarizada política brasileira

Notório dedo-duro bíblico, Judas Iscariotes ficou marcado como o discípulo que traiu Jesus por trinta moedas de prata. Tal relato, porém, pode ser fake news — depende da sua opinião, e daquela externada em seus grupos de WhatsApp. “Eu acreditava em Jesus, mas o Império Romano abriu meus olhos”, garante Judas — posicionamento que, como o próprio diz, o fará cair na malha-fina da cultura do cancelamento. Já Pedro questiona: “Por que depositaram 89 000 moedas de prata na conta da ex-mulher do Judas?”. O proeminente discípulo garante ainda que o colega de Santa Ceia estaria envolvido no esquema de rachadinha do sumo sacerdote Caifás.

Ler mais