Assassino pagou para alunos mostrarem quem era o professor que foi decapitado na França, diz promotor

Promotor contra terrorismo afirmou que adolescentes de 14 e 15 anos estão entre as 7 pessoas acusadas pela morte de Samuel Paty. Veja quem são os outros denunciados.

O jovem de 18 anos que assassinou o professor francês Samuel Paty pagou alunos para ajudá-lo a identificar a vítima, afirmou o promotor contra terrorismo da França nesta quarta-feira (21).

Samuel Paty foi atacado e decapitado na sexta-feira (16), nos arredores de Paris, após exibir uma charge do profeta Maomé em uma aula sobre liberdade de expressão. Os muçulmanos acreditam que qualquer caracterização do profeta é uma blasfêmia.

Ler mais