Forjada na instabilidade política, Geração Z estreia em eleições no Brasil

‘É uma geração que cresceu informada de que a política tradicional está fadada ao fracasso’, diz pesquisadora

João, Ana Júlia, Enzo e Pedro não vão perder a primeira chance que têm de tentar conquistar uma vaga nas Câmaras Municipais de suas cidades. Os quatro estarão entre os candidatos mais jovens da eleição deste ano, o grupo de 18 a 20 anos. Nascidos no século 21, eles integram a chamada Geração Z, que fará em novembro sua estreia nas urnas.

Fortemente influenciados pelo turbilhão político que o Brasil vivencia desde 2013, eles não apontam como suas principais referências os protagonistas desta época, como presidentes, governadores ou líderes de partido, mas sim seus colegas de militância, de rua ou de redes sociais. 

Ler mais

Selfie é coisa do passado: a moda no Insta são ‘apresentações de PowerPoint’

Publicações em formatos explicativos estão fazendo sucesso no aplicativo por aliar conteúdo político e social a design

Quando Avery Francis publicou no Instagram uma ilustração a respeito de “Coisas que não se deve dizer a uma negra”, ela supôs que seu público não iria além de amigos e parentes. Avery, 32 anos, consultora de RH que está passando a pandemia em Toronto, Canadá, estava trabalhando na publicação para um cliente em junho, e usou o conteúdo em sua conta pessoal antes mesmo de “corrigir uma porção de erros ortográficos e gramaticais”, diz ela.

A publicação decolou, chegando a mais de 370 mil curtidas e basicamente transformando Avery em uma figura pública de uma hora para a outra. Nos dois meses transcorridos desde então, ela somou mais de 80 mil seguidores e continua publicando composições de texto em tons pastéis que ela cria no programa de design Canva: “Trouxe minha energia do Twitter para o Instagram”, brinca.

Ler mais

Uso de dados para autoritarismo é desejo de governo, mas sociedade não permitirá, diz especialista

Governo federal tem “desejo” de controle autoritário do país e poderia usar dados digitais dos cidadãos para esse fim, mas instituições não permitirão esse processo, disse especialista à Sputnik Brasil.

Segundo artigo publicado na quarta-feira (19) na revista MIT Technology Review, assinado por Richard Kemeny, o Brasil está caminhando, principalmente sob o governo Bolsonaro, para o que a publicação chama de tecno-autoritarismo: o compartilhamento de dados dos cidadãos para controle da população. 

Ler mais

Facebook censura ministério cristão por promover ‘terapia de conversão’

O Facebook está começando a censurar um ministério cristão por supostamente promover “terapia de conversão”, removendo postagens de homens e mulheres que já foram identificados como LGBT e agora seguem Jesus.

Anne Paulk, presidente da Restored Hope Network (Rede Esperança Restaurada, em tradução livre), nos EUA, explicou como, a pedido do aparente grupo de controle da mídia liberal Media Matters, o gigante da mídia social está retirando os posts de sua conferência mais recente, dizendo que viola “os padrões da comunidade.”

“Acho irônico que o Facebook esteja chamando o discurso que diz que as necessidades relacionais têm respostas relacionais de ‘discurso de ódio’, quando a American Family Association (Associação da Família Americana, em tradução livre) literalmente tinha ameaças de morte contra eles no Facebook, eles o denunciaram e o Facebook considerou que não era discurso de ódio. E, no entanto, a pessoa foi presa por violar os padrões.

Ler mais