Pastores temerosos após ataques na França; Al Qaeda pede morte a “todos que insultarem Maomé”

A França está implantando forças militares em locais religiosos, enquanto pastores estão ansiosos e angustiados depois que um padre ortodoxo grego foi atacado com uma espingarda serrada na cidade de Lyon no sábado, dias depois de três pessoas terem morrido em um ataque extremista islâmico em uma igreja católica na cidade de Nice.

Nikolas Kakavelakis, um padre de 45 anos e pai de dois filhos, foi ferido no ataque, de acordo com Antoine Callot, o pastor de outra igreja ortodoxa grega em Lyon, relatou o Epoch Times .

Kakavelakis, um cidadão grego, foi baleado no abdômen à queima-roupa enquanto fechava sua igreja às 16h, horário local, e agora está em estado grave no hospital, informou a France 24 . Um novo bloqueio COVID-19 foi imposto na cidade na sexta-feira, mas o governo isentou os locais de culto até segunda-feira.,

Ler mais