MP pede prisão de pai de santo acusado de estupro e crimes sexuais contra fiéis em SP

Pai Guimarães supostamente cometeu os crimes contra ao menos seis fiéis entre 2010 e 2019, de acordo com o Ministério Público. A defesa não foi localizada pelo G1 para comentar o assunto.

O Ministério Público de São Paulo (MP-SP) pediu à Justiça a prisão do pai de santo Heraldo Lopes Guimarães, conhecido como Pai Guimarães de Ogum, acusado de estupro e outros crimes sexuais contra ao menos seis fiéis, entre os anos de 2010 e 2019, em São Paulo. As vítimas são todas mulheres e, segundo a denúncia do MP, o acusado teria ameaçado ao menos uma delas.

Guimarães de Ogum tem 56 anos e atua na Umbanda, religião brasileira de matriz africana. A denúncia contra o líder religioso foi feita em 15 de setembro e algumas das vítimas eram menores de 14 anos na época dos abusos. Em sua defesa feita à Justiça, o pai de santo negou às acusações dizendo ser vítima de um complô das mulheres para prejudicá-lo.

Ler mais