O ministério pastoral feminino não é anti-bíblico e deve ser debatido

Priscilla Shirer (Reprodução)

Não é de hoje que a literatura teológica brasileira deixa a desejar em alguns assuntos que são de extrema importância para as discussões atuais. Um exemplo disso é de bons livros que façam uma abordagem sólida, consistente e bem estruturada do ministério pastoral das mulheres.

Por anos, isso prejudicou o relacionamento entre as visões divergentes e contribuiu para que o diálogo sobre esse tema fosse raro em nosso país. Sem falar que quando esse debate acontece, geralmente acaba sendo desproporcional por inúmeras razões.

Primeiramente, há muitos mitos e falácias envolvendo esse tema. Segundo, há uma desproporção de obras em nossa língua sobre o tema. Por exemplo, há dezenas de livros escritos ou traduzidos de autores nacionais e estrangeiros contra a ordenação feminina, porém poucos ou quase nenhum a favor.

Ler mais