Falso bispo é condenado a 20 anos de prisão por estupro de adolescente

O juízo da Vara Criminal do Recanto das Emas, no Distrito Federal, condenou o falso bispo evangélico João Batista dos Santos a 20 anos e 6 meses de reclusão pelo estupro de uma adolescente 13 anos.

A pena do líder religioso levou em consideração a autoridade que ele exercia sobre a vítima e também o reconhecimento da ocorrência continuada do crime — por pelo menos três vezes —, informou o MPDFT (Ministério Público do Distrito Federal e Territórios).

Ler mais