A real influência da fé nos tratamentos médicos

Novo documento lançado por médicos brasileiros ratifica e detalha a importância da espiritualidade para os pacientes

Você tem fé? Frequenta cultos religiosos? Costuma superar rapidamente a tristeza quando alguém machuca seus sentimentos? Perguntas assim, digamos, não propriamente científicas, podem se tornar comuns na rotina dos consultórios médicos do país. A Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (Socesp), referência na medicina brasileira, publicou o mais completo documento sobre a relevância da espiritualidade e de atributos como a compaixão e o perdão no tratamento de diversas doenças. A ideia é que, ao investigar a vida do paciente, o profissional dê a mesma dimensão para questões clássicas, como hábitos alimentares, e aquelas associadas à espiritualidade. “É uma abordagem que pode prevenir problemas e capaz também de detectar causas de enfermidades que não são rastreadas por exames convencionais, como dores crônicas, insônia e até depressão”, diz Álvaro Avezum, diretor da Socesp e cardiologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

Ler mais