Fiscalização contra a Covid-19 interdita culto em igreja com mais de duas mil pessoas em Curitiba

Participantes estavam contrariando os protocolos sanitários estabelecidos para conter o vírus como o distanciamento social. Também havia aglomeração no local. Durante a ação, foram aplicadas três multas, que somaram R$ 150 mil.

Agentes da Ação Integrada de Fiscalização Urbana (Aifu) contra a propagação da Covid-19 interditaram, no fim da noite de quarta-feira (24), um culto religioso com mais de duas mil pessoas em uma igreja no bairro Batel, em Curitiba. Assista ao vídeo.

Fiscalização contra a Covid-19 interdita culto em igreja com mais de duas mil pessoas em Curitiba Paraná from Joia do Cristão on Vimeo.

De acordo com a equipe, os participantes estavam aglomerados e sem manter o distanciamento social, ou seja, contrariando os protocolos sanitários estabelecidos para conter o vírus.

G1 entrou em contato com a igreja, mas os responsáveis não quiseram se manifestar.

Durante a ação, foram aplicadas três multas, que somaram R$ 150 mil. Os autos foram expedidos, segundo a prefeitura, porque além da realização do evento em desacordo com os protocolos sanitários, havia falta de controle do número de pessoas e de distanciamento de 1,5 metro entre os participantes.

A fiscalização ocorreu a partir de denúncia da população, segundo os agentes da Aifu.

Culto foi realizado em uma igreja Evangélica de Curitiba — Foto: Vanessa Rumor/RPC

Bandeira laranja

Na quarta, a Prefeitura de Curitiba determinou o retorno da bandeira laranja – que indica nível de alerta para a pandemia do novo coronavírus. O decreto entra em vigor nesta quinta-feira (25) e vale por 14 dias, podendo ser prorrogado dependendo do comportamento da pandemia na cidade.

Com a medida, estabelecimentos destinados ao entretenimento ou a eventos culturais, como casas de shows, circos, teatros, cinemas e museus, voltam a ficar proibidos.

As práticas esportivas coletivas em praças e demais bens públicos ou privados, incluídos os condomínios e áreas residenciais, também não são mais permitidas.

Joia do Cristão Com Informações do G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *