Conquista: Prefeitura rebate estudo divulgado sobre situação da educação municipal, veja nota

Nota Oficial

A respeito da matéria intitulada “Estudo demonstra descaso com pais, professores e estudantes da Rede Municipal de Vitória da Conquista”, publicada em 12 de agosto de 2020, a Secretaria Municipal de Educação (Smed) esclarece que, desde o primeiro decreto de suspensão da aulas presenciais, a equipe pedagógica se empenha em manter o vínculo do aluno com a escola e estabelecer uma rotina de estudos. Para isso, foram pensadas e colocadas em prática várias alternativas, entre elas: a criação de uma Plataforma Digital aberta de estudos (http://smed.pmvc.ba.gov.br/estudoremoto/), criação de grupos nas redes sociais, uso de aplicativos. As estratégias contemplam todas as etapas e modalidades oferecidas pela Rede Municipal de Ensino (Educação Infantil, Fundamental I e Fundamental II e EJA), com atividades adequadas à realidade do trabalho virtual e/ou não presencial. Semanalmente, as atividades e orientações são disponibilizadas aos alunos.

Para os que não têm acesso à internet, o Núcleo Pedagógica realiza um acompanhamento e monitoramento diferenciado e todas as atividades estão sendo impressas e as orientações de um estudo dirigido realizadas para garantir a rotina de estudos.

A Smed ressalta que o trabalho realizado pela rede municipal está embasado nos documentos oficiais e legislação educacional vigente, em especial no que regulamenta o Conselho Nacional de Educação, através do parecer CNE/CP 005/20 que dispõe acerca da Reorganização do Calendário Escolar em razão da pandemia da COVID-19. E ainda, o Plano desta ação está regulamentado no Conselho Municipal de Educação.

A matéria divulgada no respeitado blog não explicita a metodologia do estudo realizado para indicar os resultados apresentados, o que é fundamental em qualquer pesquisa de credibilidade.
Por fim, a Smed reafirma o empenho e dedicação dos diretores, coordenadores, professores e famílias dos alunos da rede municipal que não têm medido esforços para a garantia do direito de aprender das nossas crianças, adolescentes, jovens e adultos.

Joia do Cristão com Informações do Blogdorodrigoferraz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *