POLÍTICA – Joia do Cristão Baiano

Protestos no Chile acabam em confronto e incêndio em igreja (VÍDEOS)

Manifestantes e policiais entraram em confronto em Santiago, capital do país. Há pelo menos 18 agentes de segurança feridos. Veículos da polícia e a igreja da Assunção foram incendiados.

Milhares de manifestantes se reuniram neste domingo (18) na Praça Itália, no centro de Santiago, no Chile, para uma manifestação que terminou em confronto com a polícia e vandalismo.

O ato foi organizado para celebrar o primeiro aniversário do início dos protestos no Chile, que exigiam maior igualdade social e reformas no Estado.

Ler mais

Policiais e guardas LGBTI+ lançam candidaturas em partidos de esquerda

Na contramão da onda bolsonarista que impulsiona candidaturas de policiais, um grupo de profissionais de segurança pública quer tirar a homofobia dessas corporações do armário. Agentes LGBTI+ (sigla para lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, travestis, intersexuais e demais identidades de gênero) buscaram partidos de esquerda para disputar a eleição.

O grupo propõe políticas de combate à homofobia, de valorização dos direitos humanos e se opõe ao governo Jair Bolsonaro (sem partido). Os candidatos integram a Renosp LGBTI+ (Rede Nacional de Operações de Segurança Pública LGBTI+), criada para unir policiais e guardas municipais que lutam contra a homofobia em suas corporações.

Ler mais

Concursos públicos oferecem 14.564 vagas com salários de até R$ 19 mil

Concursos públicos oferecem pelo menos 14.564 vagas em várias regiões do país. Esse número se refere a concursos selecionados (nacionais, com mais vagas e salários melhores). Existem oportunidades em diversos cargos, destinadas a candidatos de todos os níveis de escolaridade. As remunerações iniciais podem chegar a R$ 18,97 mil, dependendo da função desejada.

Concursos Abertos somam 13560 vagas

Filtrar por Estado:
Nacionais AC AL AP AM BA CE DF ES GO MA MT MS MG PA PB PR PE PI RJ RN RS RO RR SC SP SE TO

Lista completa e com atualização diária de concursos abertos 2020 no Brasil, em ordem alfabética, com informações sobre o órgão (instituição), vagas, cargos e salários. Nesta seção, pesquise até 100 editais abertos por página e encontre o seu concurso.

Ler mais

Pix, um salto de transformação

O sistema financeiro será mais competitivo, inclusivo, integrado e inovador

A entrada em operação do Pix, em novembro, será um salto de transformação na intermediação financeira brasileira. O embrião ocorreu há quatro décadas, com a implantação de máquinas de autoatendimento compartilhadas, o conhecido Banco 24 horas. Desde então, clientes de instituições diferentes passaram a poder sacar notas nos mesmos terminais. Duas décadas depois, outro avanço significativo foi o SPB (Sistema de Pagamentos Brasileiro), que possibilitou pagamentos rápidos em dias úteis no horário comercial. A TED (Transferência Eletrônica Disponível) mostrou-se novo passo adiante, ao dar mais agilidade ainda para as transferências financeiras.

Agora, o Pix possibilitará pagamentos instantâneos, com operações liquidadas em até dez segundos, sete dias por semana. Poderá incorporar-se gradualmente aos DOCs e às TEDs, na medida em que cair no gosto popular e conquistar a confiança das pessoas e empresas por sua eficiência.

A vida financeira será menos complicada com o Pix, pois o Banco Central desenvolveu uma arquitetura técnico-financeira sofisticada, que conectará todas as instituições. Nos primeiros dias de adesão, mais de 20 milhões de pessoas e empresas se cadastraram no sistema. Há apenas dois pré-requisitos para isso: ter conta e celular.

Ler mais

Pix é o primeiro passo do BC no caminho da substituição da moeda em espécie pelo real digital, dizem especialistas

Presidente do BC vê o real digital já em circulação em 2022; medida aumentaria a rastreabilidade dos recursos e diminuiria a quantidade de crimes

SÃO PAULO — O início do cadastramento de pessoas no Pix, o sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central, foi um primeiro passo para a substituição da moeda em espécie pelo real digital, segundo especialistas ouvidos pelo InfoMoney. Na avaliação deles, o Brasil precisa acompanhar a “tendência mundial” de lançamento de CBDCs — moedas digitais nacionais emitidas por bancos centrais.

A ideia está na pauta do BC brasileiro, segundo Roberto Campos Neto, presidente da instituição, que declarou crer que, já em 2022, o real digital estará em circulação, coexistindo com as versões em notas e moedas. A declaração de Campos Neto, no mês passado, foi seguida pela de Christine Lagarde, presidente do Banco Central Europeu (BCE).

Ler mais

Eleições 2020: Assembleia de Deus proíbe apoio de pastores a candidatos

Em comunicado interno divulgado na última quinta-feira (1º), o pastor Silas Paulo de Souza, presidente recém-eleito da igreja Assembleia de Deus, em Mato Grosso, proibiu os pastores de setor, de sub-congregações, líderes de departamento e membros que exerçam cargos na igreja, de se envolverem em campanhas políticas na eleição de novembro.

O documento ainda diz que o membro da igreja que quiser manifestar apoio a qualquer candidato que seja poderá perder o cargo e que, caso insista, terá que abandonar a função dentro da Assembleia de Deus.
 
O comunicado também deixa claro que os membros que se lançaram candidatos a eleição e que exercem função dentro da administração da igreja, precisará entregar o cargo, assim como os que desejam apenas apoiar candidaturas.
 
A Assembleia de Deus é hoje a maior igreja evangélica do Estado e conta com aproximadamente 400 mil fiéis.
 
A determinação chamou a atenção pelo fato de que nos últimos anos eletivos, a igreja teve vários membros candidatos, que inclusive foram eleitos como o ex-deputado federal Victório Galli (Patriota), o deputado estadual Sebastião Rezende (PSC).
 
A mudança ocorre logo após a morte do pastor Sebastião Rodrigues de Souza, tio do pastor Silas de Souza e antigo presidente da Assembleia de Deus que no mês de junho deste ano faleceu vítima do Covid-19.
 
Líder da igreja por mais de 50 anos, pastor Sebastião era avô do vereador Abílio Junior (Podemos), que neste ano se candidatou à prefeito de Cuiabá.
 
A assessoria de imprensa da Assembleia de Deus em Cuiabá, que preferiu não comentar o assunto.

Ler mais

Presidente da França diz que “Islã é uma religião em crise”

O presidente da França, Emmanuel Macron, anunciou nesta sexta-feira (02/10) um plano para defender o que chamou de valores seculares de seu país e coibir o islamismo radical. Ele ainda afirmou que o Islã é uma religião atualmente em crise.

Durante o anúncio, Macron prometeu defender o país do que classificou de “separatismo islamista” que, segundo ele, ameaça tomar o controle de algumas comunidades islâmicas. “Há uma crise do Islã em toda parte, que está sendo corrompida pelo radicalismo”, disse. Ele, porém, admitiu que o país é responsável pela forma como a prática da religião se desenvolveu nos últimos anos.

O presidente francês disse ainda que seu governo apresentará em dezembro um projeto de lei para reforçar uma legislação de 1905 que estabelece oficialmente a separação entre a Igreja e o Estado. A França segue uma filosofia rígida de secularismo chamada de laïcité, que separa a religião da vida pública.

Ler mais

Planalto defende repasse a programa de Michelle e diz que Saúde ‘não precisava’ mais de testes de Covid

Presidência diverge de empresa e diz ainda que Saúde declinou da doação para testes

Em nota à imprensa, a Secretaria de Comunicação da Presidência da República afirmou na noite desta quinta-feira (1) que foi legal o repasse ao programa Pátria Voluntária, liderado por Michelle Bolsonaro, da doação de R$ 7,5 milhões da Marfrig para compra de testes rápidos da Covid-19.

A Secom se manifestou um dia após a Folha revelar que o governo desviou a finalidade dos recursos doados pela empresa Marfrig, um dos maiores frigoríficos de carnes do país, especificamente para a compra de testes e repassou a verba ao programa Pátria. O Ministério Público junto ao TCU (Tribunal de Contas da União) e a oposição querem investigar o caso.

Ler mais

Futuro indicado ao STF terá de ser evangélico e ‘tomar tubaína comigo’, diz Bolsonaro

Nesta quinta, presidente anunciou indicação de Kassio Marques para a vaga de Celso de Mello, que antecipou aposentadoria. No ano que vem, indicará o substituto de Marco Aurélio Mello.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (1º), durante transmissão ao vivo por uma rede social, que o futuro indicado para o Supremo Tribunal Federal precisará ter dois atributos: ser evangélico e “tomar tubaína comigo”.

Durante a transmissão, Bolsonaro anunciou a indicação de Kassio Nunes Marques, católico e desembargador do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), para a vaga do ministro Celso de Mello, que antecipou a aposentadoria. No ano que vem, terá de indicar outro, para o lugar de Marco Aurélio Mello, que terá de se aposentar compulsoriamente porque completará 75 anos.

Ler mais