Epidemiologista diz que, em 2024, o mundo vai experimentar ‘overdose de sexo’ com o fim da pandemia

Prepare-se para 2024. Nesse ano, a sociedade vai experimentar uma overdose de sexo, sacrilégios e gastança. O comportamento desregrado será uma resposta ao fim da pandemia. Bem, esta é a visão do epidemiologista social Nicholas Christakis, da Universidade de Yale (EUA). Para ele, o hedonismo vai substituir o comportamento mais conservador e o distanciamento social adotados durante a crise do coronavírus.

Ler mais

Papa pede que países compartilhem vacinas contra coronavírus em mensagem de Natal

Francisco enfatizou que a saúde é uma questão internacional e pediu vacina para todos.

O Papa Francisco pediu em sua mensagem de Natal nesta sexta-feira (25) que as nações compartilhassem as vacinas contra Covid-19. Ele disse que a pandemia não conhece fronteiras e que as nações não podem construir muros.

Em um sinal dos tempos, Francisco entregou sua mensagem tradicional “Urbi et Orbi” (Para a cidade e para o mundo) de um púlpito dentro do Vaticano, em vez de fazer o pronunciamento da varanda central da Basílica de São Pedro diante de dezenas de milhares de pessoas.

Ler mais

Com fé na ciência e na religião, Dimas Covas é o homem por trás da Coronavac no Brasil

Católico, diretor do Butantã recorre a textos de São Tomás de Aquino para manter o equilíbrio; aposta em parceria chinesa veio depois de seus contatos com responsáveis por imunizantes em todo o mundo

Na quarta-feira, 9, o hematologista Dimas Tadeu Covas acordou por volta das 3 e meia da manhã e mergulhou em seu pequeno ritual diário de orações – uma maneira de começar o dia que ele descreve como “o momento em que faço minha reflexão, me examino, defino prioridades, procuro me ligar ao absoluto”. Até aí, nada de novo no front. Sair da cama ainda de madrugada e aproveitar para rezar um pouco – às vezes com a ajuda de um terço, às vezes não – tem sido rotina para ele nesses meses de pandemia.

Ler mais

Impactos sociais da pandemia serão ainda mais graves em 2021, prevê ONU

Os reflexos já sentidos pela população em relação a pandemia da Covid-19 neste ano podem se agravar em 2021, prevê a ONU. Segundo a Comissão Econômica das Nações Unidas para a América Latina e Caribe, a previsão é de 231 milhões dos 656 milhões de habitantes da região estarão em situação de pobreza no início de 2021. Esse será o pior patamar desde 2005.

Ler mais

Após crescimento de casos, prefeitura retoma testes contra Covid-19 em Brotas e Pituba

A prefeitura de Salvador vai retomar medidas nos bairros da Pituba e de Brotas para conter o novo avanço da doença na capital baiana. As ações não incluem, no entanto, o fechamento do comércio local, que poderá continuar em funcionamento. Os anúncios foram feitos na manhã desta terça-feira (1º) pelo prefeito ACM Neto (DEM).

Ler mais

Brasil precisa levar o aumento de casos de Covid-19 a sério, alerta OMS

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, reforçou nesta segunda-feira (30) que o Brasil precisa levar o aumento no número de casos de Covid-19 a sério.

“O Brasil teve seu ápice em julho. O número de casos estava diminuindo, mas em novembro os números voltaram a subir. O Brasil precisa levar muito, muito a sério esses números. É muito, muito preocupante”, disse Tedros.

Na semana passada, dados do Imperial College de Londres apontaram que a taxa de transmissão do novo coronavírus foi a maior desde maio. O índice estava em 1,30 – cada 100 pessoas contaminadas transmitem o vírus para outras 130 pessoas.

Ler mais

Maia sugere restrições para quem não se vacinar contra coronavírus

Presidente da Câmara dos Deputados fala em restringir acesso a equipamentos públicos.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), sugeriu impor restrições a quem se negar a tomar a vacina contra a covid-19. A proposta seria formulada entre Congresso Nacional e o governo federal, sendo aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

“Acho que seria bom que os poderes Executivo e Legislativo chegassem a um caminho sobre este tema. Para que ele não fique sem solução e o Poder Judiciário tenha que resolver e, depois, fiquem todos reclamando que o Judiciário o resolveu”, declarou Maia ao participar de uma live realizada pelo jornal Valor.

Ler mais

Ensino remoto pode continuar até dezembro de 2021, diz conselho de educação

Resolução que deve ser aprovada nesta terça-feira permite que calendários escolares atrapalhados pela pandemia possam ser organizados até o ano que vem

O Conselho Nacional de Educação (CNE) deve aprovar nesta terça-feira, 6, uma resolução que permite o ensino remoto nas escolas públicas e particulares do País até 31 de dezembro de 2021. Dessa forma, as redes de ensino podem organizar seus calendários, com reposições de aulas perdidas e avaliações, não apenas até o fim deste ano. O documento, ao qual o Estadão teve acesso, também recomenda que as escolas não deem faltas aos alunos nesse período todo de pandemia.

Ler mais