ISRAEL – Joia do Cristão Baiano

Renúncia? Manifestantes pedem saída de Benjamin Netanyahu em protesto

Comícios acontecem em Jerusalém, Tel Aviv e outras cidades pelo país. População foi às ruas empunhando bandeiras do país, bandeiras negras ou lenços rosa.

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, segue enfrentando uma onda de protestos contra o seu governo. Neste sábado (24), os manifestantes voltaram às ruas e organizaram um comício em frente à residência do líder.

Eles exigiam que Benjamin Netanyahu renunciasse por causa das acusações de corrupção em andamento e pela forma como seu governo lidou com a pandemia do coronavírus.

Ler mais

Acordos de paz de Israel com países árabes podem redesenhar mapa do Oriente Médio, diz especialista

Aposentado das Forças Armadas de Israel, brigadeiro-general Meir Elran explica como o tratado de paz entre Israel, Emirados Árabes Unidos (EAU) e Bahrein pode afetar o equilíbrio de forças no Oriente Médio.

No início desta semana, o Gabinete de Israel aprovou o acordo histórico com os países árabes, conhecido como os Acordos de Abraão, e, no mesmo dia, o primeiro navio vindo de Dubai, EAU, entrou no porto de Haifa, Israel, carregando eletrônicos, material de limpeza, ferro e equipamento de combate a incêndios. Os navios trarão cargas dos EAU semanalmente, afirma o jornal The Jerusalem Post.

Ler mais

Como a máquina de propaganda nazista criou uma imagem caseira de Hitler e enganou o mundo

Em 16 de março de 1941, enquanto cidades europeias eram bombardeadas e judeus, confinados em guetos, a revista The New York Times Magazine publicava uma matéria ilustrada sobre o refúgio de Adolf Hitler nos Alpes de Berchtesgaden, no sul da Alemanha.

Em um tom neutro, o correspondente C. Brooks Peters escreveu que os historiadores do futuro deveriam dar atenção à importância do “domínio privado e pessoal do Führer”, um espaço em que as discussões sobre as frentes da guerra se entremeavam com “passeios com seus três cães pastores por trilhas majestosas pelas montanhas”.

Ler mais

Acordos com Israel apontam a chegada do anticristo, diz pastor em evento sobre Apocalipse

“Sinais dos tempos” reuniu centenas de pessoas em evento drive-in realizado em estádio de SP

Com capacidade para 258 carros, cada um com até quatro pessoas, o Allianz Parque em São Paulo recebeu “a maior live sobre Apocalipse já realizada no Brasil”, segundo o organizador do evento, Pr. Lamartine Posella.

Dentro dos carros, o público acompanhou o evento na noite desta quarta-feira (09) durante 4 horas. Apresentado por Érica Posella, a programação contou com momentos de louvor, a ministração do Pr. Lamartine Posella e participação especial do Pr. Antônio Júnior.

Ler mais

‘Saia daqui’: milhares em Israel pedem que Netanyahu renuncie

A raiva continua crescendo sobre a forma como o primeiro ministro lidou com a crise do coronavírus e as alegações de corrupção

Milhares de israelenses protestaram em frente à residência oficial do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu na noite de sábado, prosseguindo com uma campanha de meses exigindo sua renúncia.

Manifestantes têm protestado contra a forma como Netanyahu lidou com a crise do coronavírus, que gerou um aumento no desemprego, e acreditam que ele deveria renunciar durante o julgamento por acusações de corrupção.

Ler mais

Arqueólogos descobrem em Jerusalém fragmentos de palácio de um reino judaico bíblico

Arqueólogos israelenses desenterraram o que, segundo eles, é uma evidência de um palácio “magnífico” da era de um reino judaico bíblico em Jerusalém.

Estruturas de pedra cuidadosamente entalhadas e outras relíquias associadas a esta construção foram encontradas a cerca de 3 km ao sul da Cidade Velha de Jerusalém. Os arqueólogos dizem que alguns dos artefatos tinham sido enterrados com cuidado, embora não se saiba o porquê.

Acredita-se que o palácio tenha sido construído por volta do século VIII ou VII a.C.

Entre os fragmentos descobertos no que é agora o bairro de Talpiot Oriental, também conhecido como Armon Hanatziv, os pesquisadores acharam três capitéis – extremidades superiores que adornam o topo das colunas, bem como elementos de caixilhos luxuosos de janelas, escreve BBC. 

Ler mais

Há 81 anos, Hitler assinava decreto nazista de extermínio de judeus

Depois que a burocracia alemã do Terceiro Reich executou as medidas de desapropriação e concentração dos judeus, o regime nazista chegou a um ponto crítico. Qualquer passo adiante significaria o fim a existência do judaísmo na Europa ocupada. No jargão nazista, a superação desse limite era descrito como a “solução final da questão dos judeus”.

Na verdade, a expressão “solução final” era um eufemismo para a palavra “morte”. O objetivo era matar todos os judeus e pessoas “não arianas”, que aos olhos dos algozes nazistas eram “indignos de viver”.

Em 1º de setembro de 1939, Adolf Hitler assinou um decreto autorizando os médicos e psiquiatras a concederem o que chamavam de “morte de misericórdia” a doentes incuráveis, deficientes mentais e físicos. Esse programa de “eutanásia” atingia todos os cidadãos judeus na Alemanha.

Ler mais

Israel admite negociar acordo histórico com a Arábia Saudita

Possibilidade de entendimento com sauditas, que já não são os maiores produtores de petróleo, aumentou após acordo de Israel com Emirados

O acordo entre Israel e Emirados Árabes está prestes a abrir um caminho de conciliação histórica de Israel com países árabes do Oriente Médio. As chances de formalização das relações entre Israel e Arábia Saudita, algo que era impensável desde o surgimento de Israel, em 1948, agora são reais e o cenário caminha para um entendimento, segundo a própria diplomacia israelense.

“O interesse de Israel é alcançar a paz e boas relações de vizinhança com todos os seus vizinhos no Oriente Médio. O ritmo de cada país é diferente, mas a direção que estamos tomando é clara. O processo de paz começou em 1977 com o Egito, depois em 1994 com a Jordânia e agora com os Emirados Árabes Unidos. Esperamos que mais países se juntem a este processo”, afirmou ao R7 a embaixada de Israel no Brasil, representando o Ministério das Relações Exteriores israelense, ao ser questionada especificamente sobre a paz com a Arábia Saudita.

Ler mais

Teólogo vê significado profético do acordo de paz entre Israel e os Emirados Árabes

Para o teólogo norte-americano Joel Rosenberg, autor de livros sobre profecias bíblicas, o acordo de paz entre Israel e Emirados Árabes Unidos, que tem sido considerado histórico, pode ter implicações proféticas. O acordo foi comemorado pelo primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu.

“A paz é uma coisa boa e a paz une os moderados, duas das economias mais avançadas do mundo – Israel e os Emirados Árabes Unidos – e duas das mais moderadas”, disse ele à Fox News.

Joel Rosenberg chamou a atenção para o fato de que aqueles que historicamente se posicionam contra a existência do Estado de Israel foram os que se manifestaram contra o acordo, gerando um clima de animosidade no Oriente Médio.

Ler mais